Quarta-feira, 27 de Dezembro de 2006

Magia ... e Poesia...






Eu me entrego à leitura na manhã que brilha,
Num mergulho profundo pela poesia,
A sonhar, suspirar, me embrenhando na trilha
De ternura e carícia que o poema irradia...

Eu anseio por logo desvendar os mistérios
De entrelinhas que falam de tristeza e alegria.
Termos felizes, duros, jocosos ou sérios,
Traduções de beleza, amor, paz e magia.

De que fonte sublime vivem a jorrar
Sentimentos tão vários, emoções sem par,
Tanta sensibilidade, tanta inspiração?

De um órgão, é certo, tudo isso emana,
Propulsor e fascínio da existência humana:
O sempre amigo, amante - e terno - coração...

sinto-me: feliz por estar de volta

Cláudia às 17:50
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De nutrigal a 29 de Dezembro de 2006 às 16:51
Bonito soneto! Deixa transparecer simplicidade e sensibilidade! Os meus parabens e desejos que 2007 seja repleto de amor e poesia.
Abgalvão


Comentar post

.

.

. Oração das mulheres resol...

. Sua Amizade è Muito Valid...

. Atendimento ao cliente

. tente fazer alguem feliz

. Sua amizade para mim....

. certas pessoas....

. Piada Curta

. Discurso

. O menino João - japonês ...

. Numa Barbearia Em Londres

.

 

.

. todas as tags

Divulgue seu blog!
Informe o código: 210
Faça pontos, ganhe brindes

.

. participe neste blog

Hospedagem de Sites
Contador de visitas grátis
Estou no Blog.com.pt

.

Divulgue o seu blog!

.links

.subscrever feeds