Terça-feira, 3 de Abril de 2007

A Descoberta Do Novo

 

Somos viciados nas próprias crenças, dependentes das próprias verdades, toxicômanos das próprias convicções. E como ocorre em todas as dependências, precisamos repetir as nossas verdades para não cair no pânico da dúvida, na ameaça da mutação.
Inventamos uma pacificação ilusória e grandiloqüente. Seu nome: coerência.
Coerência passa a ser grande virtude. "Fulano, conheço-o há trinta anos. Sempre na mesma posição. Tipo coerente está ali".
E, assim, saudamos a quem parou no tempo e que, tão logo ganhou uma convicção, fechou-se às demais. Assim nas crenças, assim nas idéias, e assim também, nos sentimentos, nas vontades e nos hábitos.
Uma pessoa diz com orgulho que há quarenta anos torce pelo mesmo time. Parabéns. Mas fico a pensar no que ela perdeu de vida, alegria e descoberta nesse tempo todo, de oportunidade de apreciar a qualidade dos demais, a beleza da camisa dos outros, as virtudes dos antagonistas, o estilo dos adversários.
No afã de querer a vitória de suas cores, quantas outras vitórias essa pessoa deixou de fazer também suas, quantas alegrias perdeu.
A rigor, nem sempre como renovar o que há de antigo em nós. Em geral nada. Não me refiro ao que há de permanente, pois o ser humano é feito de permanências e provisoriedades.
As permanências (ligadas às essências) devem ficar. Mas as provisoriedades que se tornaram antigas, paradas e repetitivas, e que ali estão, remanescentes, por nossa preguiça de examiná-las, ou por nossa incapacidade (ou medo) de removê-las, estas precisam ser revistas, checadas, postas em discussão, debate e arejamento.
Essa difícil - mas possível - renovação, tem um nome: criatividade.
Criar é manter a vida. Criar é ganhar da morte.
Morte é tudo o que deixou de ser criado. Criatividade é, pois, um conceito de vida. Vida é criatividade e criação é vida. Só a criatividade nos dará uma possibilidade de solução para cada desafio novo.
As soluções jamais de repetem. Nós é que nos repetimos por medo, comodismo ou burrice. Adoramos repetir, tememos renovar, por isso tanto sofremos.


crisgamboa às 13:32
link do post | comentar | favorito
|

.

.

. Oração das mulheres resol...

. Sua Amizade è Muito Valid...

. Atendimento ao cliente

. tente fazer alguem feliz

. Sua amizade para mim....

. certas pessoas....

. Piada Curta

. Discurso

. O menino João - japonês ...

. Numa Barbearia Em Londres

.

 

.

. todas as tags

Divulgue seu blog!
Informe o código: 210
Faça pontos, ganhe brindes

.

. participe neste blog

Hospedagem de Sites
Contador de visitas grátis
Estou no Blog.com.pt

.

Divulgue o seu blog!

.links

.subscrever feeds